Solimar Silva
Crônicas, poesias, artigos diversos, livros, cursos, palestras e oficinas!
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
05/12/2014 07h34
Atitudes do professor de sucesso na E.M. Sen. Afonso Arinos

Que manhã agradável eu tive no dia 25/11, com os professores e equipe de colaboradores da E.M. Sen. Afonso Arinos, em Nova Campina, apresentando a palestra "Atitudes do Professor de Sucesso".



Agradeço à professora Helena Grinberg por ter possibilitado esse encontro!



Mais fotos, clique AQUI (As primeiras 200 fotos são do lançamento e de pessoas queridas que enviaram fotos com o livro wink)



Publicado por Solimar Silva em 05/12/2014 às 07h34
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
05/12/2014 07h25
Novo Acordo Ortográfico - SEC Unigranrio

Nos dias 03 e 04 de novembro tive a grata oportunidade de oferecer um minicurso na UNIGRANRIO para os funcionários administrativos e demais interessados em aprender ou revisar as regras do (novo) acordo ortográfico.



Além das regras do Novo Acordo, relembramos as "velhas" regras, incluindo emprego de letras, acentuação e pontuação.



Foi uma turma bastante criativa e divertida!



Mais fotos podem ser vistas AQUI.



Publicado por Solimar Silva em 05/12/2014 às 07h25
 
18/11/2014 11h09
Pai Nosso - Violências Cotidianas

Poesia "Pai Nosso", no livro Violências Cotidianas.


Publicado por Solimar Silva em 18/11/2014 às 11h09
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
29/10/2014 23h01
50 atitudes do professor de sucesso para quem se dedica à educação.

          Foi com sentimentos de imensa alegria e humildade que eu me encontrei hoje com o Reitor da Universidade do Grande Rio (Unigranrio), onde me graduei e tenho o privilégio de trabalhar há oito anos, para entregar um exemplar do livro: 50 atitudes do professor de sucesso.

          No dia 23/10, o  professor Arody recebeu o prêmio Personalidade Educacional do ano (veja matéria AQUI). E hoje me recebeu com seu carisma contagiante, como se a personalidade fosse e.

 

 

       Só tenho mesmo o que agradecer: Obrigada!

 

 

 

 

          .

 

 


Publicado por Solimar Silva em 29/10/2014 às 23h01
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
25/10/2014 07h22
Ganhador da promoção: Meu professor de sucesso

          Antes do lançamento do livro 50 atitudes do professor de sucesso, rolou promoção lá na minha página do Facebook. O desafio era escrever um texto em forma de prosa ou poesia contando sobre um professor de sucesso com quem a pessoa tenha tido o privilégio de estudar. O objetivo era dizer como esse professor ou professora se tornou inesquecível para o autor do texto.

         Então, o Daniel Villani, aluno do primeiro período de Letras da Unigranrio ganhou a promoção e levou como prêmio o exemplar do livro.

 

Confira aqui o texto dele:

Por toda a minha vida


“All by myself, I don’t need anyone at all...” Para muitos talvez um trecho de música, para outros uma frase sem sentido, mas pra mim, o começo de uma amizade. Foi assim que tudo começou. E o que significa “tudo”? Espero poder resumir o significado dessa palavra até o fim desse texto.
Quando eu iniciei meu curso de Inglês na Cultura Inglesa não imaginava que eu poderia fazer amizade com qualquer professor ou professora que viesse a me dar aula. Na verdade, sempre achei que existisse uma barreira professor-aluno que impedisse qualquer tipo de aproximação senão a que há em sala de aula. Ledo engano.
Ainda nas minhas aulas de básico, lá em 2009, tive um semestre de aula com uma professora chamada Marcelle. Poderia ter sido só mais um dos muitos professores que passaram pela minha vida, mas não foi. Foi diferente. Foram seis meses de muitas risadas, de cantorias incessantes em todas as aulas, onde eu começava cantando bem baixinho uma música e ela cantava a estrofe seguinte. Isso não aconteceu uma ou duas vezes, isso era algo repetido no mínimo três vezes por aula.
Enfim, depois desses seis meses nunca mais tive aulas com ela. Eu tentava de todas as formas buscar os horários em que ela estaria dando aula para o meu nível, mas nunca conseguia. Dessa forma, tomei uma atitude drástica, comecei a invadir aulas dela e ficava quietinho no canto da sala, só pra ficar um pouquinho perto dela, dizer um “oi”. Hoje eu percebo que tudo o que eu tinha era medo de perder a amizade, de perder a professora, de perder alguém muito importante pra mim.
Bom, os anos passaram, continuaram as conversas, as risadas, mas eu já tinha quase 17 anos e precisava escolher uma profissão. E quando cheguei a ela e disse que queria ser professor de Inglês, ela pode não saber disso ainda, mas ela foi a única, eu disse, ÚNICA pessoa que me abraçou e me deu forças, me incentivou. Disse que um dia seríamos colegas de profissão. Ali eu aprendi que os professores têm grande influência em seus alunos. Apenas mais um dos ensinamentos que ela me deu até hoje.
Hoje ela é minha professora novamente. Sim, ela me dá aula, não no curso avançado, mas no curso de formação de professores. E adivinhem? Ainda cantamos juntos em quase todas as aulas. Hoje ela é minha colega de profissão sim, mas antes disso, ela é um exemplo. Um exemplo como pessoa, como amiga, como profissional. Ela é uma pessoa que carrega uma luz tão intensa que acaba iluminando também todos que a cercam, e talvez seja por isso que sempre tento estar próximo a ela. Porque não me recordo de um dia sequer em que estivéssemos juntos e eu não estivesse feliz.
Sei como é bom pra qualquer pessoa receber elogios. Mas como professor, sei que quando um ex-aluno nos dá um abraço, nos agradece por termos feito nada mais que o nosso trabalho de forma correta, sentimos um sentimento diferente. Um sentimento que ainda não consigo descrever. Sentimo-nos especiais, sentimos que fizemos a diferença pra esse alguém. E ela com certeza fez e faz muita diferença na minha vida.
Professora Marcelle, eu teria que escrever mais dois textos só em agradecimentos pela sua companhia, pelas suas dicas, pela sua amizade, e principalmente, pelo apoio que você me deu quando decidi que ser professor era o que eu queria pra mim. E pode ter certeza, que você tem grande influência nessa minha decisão. Muito obrigado por tudo. Se um dia, você olhar pra mim e enxergar um terço do que enxergo quando olho pra você, quando olho pra pessoa e pra profissional que você é, eu estarei muito orgulhoso de mim. Um beijo do seu eterno aluno Daniel.


Publicado por Solimar Silva em 25/10/2014 às 07h22



Página 9 de 15 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]